Statments




O aborto em situações especificas
  • O.M.S. e o aborto:
    A Organização Mundial de Saúde caracteriza o aborto como não-seguro quando é realizado “ou por pessoas sem as necessárias competências ou num cenário de ausência de padrões médicos mínimos ou em ambos os casos”. Por isso, recomenda que os países tenham leis que autorizem a interrupção da gravidez em condições de segurança, que preservem a saúde física e psíquica da mulher.
  • D.G.S. e o aborto:
    Segundo a Direcção Geral de Saúde de Portugal “quase todas as mortes e complicações relacionadas com o aborto inseguro podem ser prevenidas. Procedimentos para a indução do aborto, realizados precocemente, são simples e seguros. Com cuidados de saúde e técnicas correctas, o aborto pode ser um dos procedimentos médicos mais seguros”.
    “A lei n.º 16/2007 aprovada a 17 de Abril, na Assembleia da República, trouxe a possibilidade de acabar com o aborto clandestino e inseguro em Portugal”.
  • Católicos pela escolha:
    .






image